+55 (11) 3230.4980 comercial@unirede.net

Após participar do primeiro webinar oficial sobre o que há de novo no Zabbix 3.0, observei que muitas pessoas estão ansiosas para a tão esperada migração de versão, porém em alguns fóruns observei e identifiquei que muitos usuários tiveram alguns problemas e que algumas migrações não estavam sendo bem sucedidas. Então nesta matéria vou abordar 5 dicas que devem ser tomadas antes de fazer a migração, até mesmo porque agora temos novas funcionalidades que podem melhorar a experiência do monitoramento como um todo.

  1. Analise seu ambiente Zabbix

Primeiro passo é identificar o estado de saúde do seu ambiente Zabbix, a seguir vou listar algumas perguntas que devem ser respondidas e que poderá auxiliar na decisão para migrar no momento certo.

  • Como seu Zabbix está se comportando com a versão atual?
  • Está lento? Está funcionando sem problemas? Está dando conta do recado?
  • Está atendendo as demandas dos seu ambiente?
  • Existem customizações e integrações aplicadas ao ambiente? (Ex: Ferramentas de Tickets, Reports, Notificações e outros), este ponto é muito importante pois em determinados ambientes são necessários alguns esforços para as ferramentas conversarem entre si e que após atualização estão sujeitas a deixar de funcionar, logo precisamos criar um ambiente de homologação e simular o ambiente migrado.
  • Quantos Zabbix Proxies você tem em seu ambiente? (Não se esqueça Zabbix Server e Proxy só conversam se estiverem na mesma versão).
  • Onde devo ter cuidado para atualizar os meus agentes? Quais são os hosts críticos?

Portanto o primeiro passo é analisar seu ambiente Zabbix e reunir o máximo de informações possíveis e a seguir documentar tudo.

  1. Crie um ambiente de testes homologação

Depois que efetuamos a análise do ambiente, agora temos que testar a nova versão do Zabbix 3.0 e identificar as melhorias. Para este será necessário a criação de um novo ambiente para homologar as funcionalidades e comportamento da nova versão. A seguir uma breve lista que poderá auxiliar na criação do seu ambiente de homologação.

  • Se possível faça uma instalação nova dos componentes Zabbix 3.0 (Zabbix Server, Zabbix Proxy e Zabbix Agent).
  • Faça uma cópia do ambiente de produção e simule a migração para o novo ambiente.
  • Compartilhe os desafios com os envolvidos na migração, isto fará com que a equipe tenha uma familiaridade maior na hora de atuar com a nova interface.
  • Valide a saúde do ambiente após a migração, reúna informações de acertos e erros durante o processo.
  • Aplique e teste as novas funcionalidades (principalmente a criptografia).

O ambiente de homologação vai proporcionar uma visão ampla do nova versão e mais assertiva caso ocorra alguns desvio de planejamento durante a migração.

  1. Desenvolva um plano de migração

Quando falamos em migração de versão geralmente pensamos em indisponibilidade, paradas de sistemas, janelas de manutenção, por este motivo, precisamos desenvolver um plano de migração. Um plano de migração consiste em criar todas as etapas e listar os procedimentos que devem ser seguidos no momento da execução com base no ambiente de homologação. A seguir uma breve lista que poderá auxiliar neste passo.

  • Crie um documento justificando a migração, suas principais motivações, agregue valores as melhorias, as novas funcionalidades e ao que há de novo.
  • Sempre informe as partes envolvidas com antecedência
  • Antes de iniciar as etapas de migração estipule prazos, tais para ambiente de testes, validação, homologação e até mesmo a migração para o novo ambiente Zabbix.
  • Crie um cronograma com os comandos e procedimentos da migração, isso fará que você tenha uma visão ampla do que será realizado e quantificar o tempo que será utilizado durante o processo.
  1. Tenha sempre um Backup

Desde quando começamos a lidar com infraestrutura, aprendemos que por melhor que seja o hardware ou sistema operacional, as chances de algo dar errado existe e isso acontece diariamente, por este motivo sabemos que durante o planejamento temos que pensar seriamente no processo de backup e restauração do backup. Não vamos entrar no detalhes dos processos de backup, porém a seguir vou listar alguns pontos importantes para fazer o backup no seu ambiente Zabbix.

  • Base dados do Zabbix esse é o item primordial para o processo de backup nele estão armazenados todos os dados coletados e através dele que você tem um histórico do que ocorreu em determinado período. Este backup pode ser realizado manualmente, via script ou via ferramentas de backup, se possível agende esse processo como um recurso diário e faça testes de restauração da base de dados.
  • Arquivos de configuração (Zabbix Server, Zabbix Proxy e Zabbix Agent) são os pontos onde estão configurados os parâmetros do banco de dados e ajustes de desempenho, não esqueça que você vai precisar destas informações para incluir no novo arquivo de configuração após a migração. (Não esqueça dos Userparameters nos agentes)
  • Frontend do Zabbix nele temos a nossa interface web, geralmente temos algum ajuste ou customizações na interface que após migração pode ser removido e caso você precise dessas customizações é bom saber como foi feita e como você poderá aplicar no novo ambiente.

Por mais que você faça o backup diário dessas informações o mais importante é saber se o backup está sendo atualizado e efetivo, portanto faça a restauração do backup mais atual e valide os dados correspondentes do seu ambiente.

  1. Documente os processos e resultados da migração

Até aqui abordeio os pontos mais definitivos antes de executar a migração, mas uma dica importante e conclusiva é a documentação, é o registro dos procedimentos e resultados obtidos. A seguir uma breve lista do que podemos inserir na documentação, claro não vamos entrar no mérito se este processo é o correto ou se está com base em algum sistema de processos ou melhores práticas, vamos apenas manter o foco em documentar.

 

  • Crie um documento com as etapas mencionadas anteriormente, centralize as informações em um formato amigável para as partes envolvidas.
  • Informe os detalhes e particularidades das etapas (Pré-requisitos, Cenário atual, Ambiente de testes, Plano de homologação, Plano de ação, Plano de Restauração do ambiente em caso de falhas).
  • Faça desta documentação uma base de conhecimento, que poderá auxiliar a equipe na redução de correção de possíveis problemas.
  • Atenção para documentação técnica e documentação de uso, em algumas empresas existem essas áreas, neste caso temos duas visões uma é para o corpo técnico que suporta a plataforma de monitoramento, a outra é voltada para os usuários finais tais como operadores e analistas de NOC. (Neste caso, pode ser aplicado um treinamento de reciclagem informando as novas funcionalidades).
  • Depois que a migração foi concluída não esqueça de documentar os resultados, se houve incidentes ou comportamentos fora do esperado. Preferencialmente registre a saúde do ambiente atual.

Em fim

Fazer a migração do seu ambiente de monitoração Zabbix, para alguns as vezes pode ser uma atividade simples porém em alguns ambientes, pode ser uma missão de alta complexidade devido a forma que ele foi construído, seja tudo em um ou em componentes separados ambos merecem atenção especial. Então na hora migrar seu ambiente aproveite essas dicas e tenha uma migração bem sucedida.

 

Hernandes Martins: Formado em redes de computadores pela Universidade Nove de Julho, atua na área de tecnologia desde 2001, passando por grandes empresas, atuando como analista de suporte, administrador e a analista de redes. Atualmente é Analista Zabbix Specialist Certifield e Instrutor na Unirede Soluções Corporativas parceira do Zabbix no Brasil, membro e coloborador ativo nos fóruns oficiais e da Comunidade Zabbix Brasil no Yahoo e Facebook. Ministra palestras e realiza projetos de implementação e consultoria com Zabbix e mantém o blog com vídeos e colaborações para a comunidade brasileira. http://hernandesmartins.blogspot.com.br/